Arquivo | dezembro, 2010

Um leque de opções…

30 dez

O leque pelas passarelas da moda

Férias…nada como férias…

Mas blogueira que é blogueira de verdade não dá trégua para o seu olhar observador, e, passeando pelo quadrado, centro de comércio de Trancoso (Bahia) que vende tudo o que é a “‘ultima moda, estou começado a perceber mais um acessório que está voltando para dar mais charme, e alívio, aos nossos dias quentes (aliás quentíssimos, beirando o insuportável) de verão.

Ele mesmo, o leque.

LEQUE - voltando para o verão 2011

Em um primeiro momento pensei ser esse um acessório tanto quanto antiquado, mas em pouquíssimo tempo me acostumei com o dito cujo e estou achando um luxo ter um para chamar de “seu”.

Até testei um bem charmosinho e não é que o vento proporcionado oferece uma sensação maravilhosa para enfrentar esses dias de verão 40 graus.

E aí? Quem mais vai testar?

Anúncios

Tricotando uma bela pelerine…

2 dez

Considerando que na Europa e nos Estados Unidos o inverno está começando, nos sites internacionais de moda de rua tenho visto “zilhares” e “zilhares” de peças feitas em tricô.

Isso só me leva a um forte pensamento: pelo visto o tricô vai continuar vestindo nosso belos “corpitchos” no próximo inverno (digo continuar porque eles já estão super em alta nas vitrines de verão).

E para quem, quando eu falo do tricô de inverno, na hora pensa naquelas peças bem antigas, sueter tradicional, feitos em cores neutras…surpreenda-se…o que vem por aí não é nada tradicional, mas sim ousado, diferente, moderno…diria que é um tricô “remodelado” para os dias atuais.

Como já prometi em um post anterior aqui do Entre Rendas e Poás, aos poucos eu vou publicando tudo o que tenho visto, pela blogosfera, de peças super inspiradoras, lindas e originais, feitas em tricô (e olha que tenho visto muita coisa, porque estou na “febre” do tricô, já contei isso pra vocês aqui, lembram?).

Vou começar por uma peça que tenho visto compondo o look de várias mulheres estilosas mundo afora. Acho que é um modelo mais moderninho de uma pelerine.

Ela se parece muito com uma pelerine tradicional, mas acho que é um pocuo mais comprida e tem dois “buraquinhos” nas laterais, que é onde se encaixa o braço (na verdade esse “buraquinho” fica na altura do cotovelo, deixando para fora apenas o nosso antebraço):

Pelerine moderninha / foto: The Sartorialist

E olha cada produção legal, moderna, e charmosa que é possível fazer com a tal peça:

A Emily Schuman, do blog Cupcakes and Cashmere, também já tem o seu

Isso me enche de inspiração para as próximas peças que vou tricotar…

Bailarina linda…linda bailarina!!!

1 dez

Porque será que gosto tanto dos looks estilo bailarina?

Será que é uma paixão de infância (afinal, que menina de 5, 6 anos não sonha em ser uma linda bailarina)? Será que, apesar de não parecer, eu sou uma super romântica? Ou será que tem tanto glamour nesse ser de 1 metro e meio que só consigo por pra fora através de camadas e mais camadas de tule? Ou será, ainda, pura e simplesmente, porque gosto de ser notada?

Realmente não sei responder, só sei que sempre amei esses looks ultra românticos, com sainha bem bem rodada, feita em tecido leve (geralmente tule) sobreposto em infinitas camadas, combinando com um blusa super “sequinha”, lembrando um colant de bailarina.

Minha atração pelo look dessas bailarinas é tamanha que, acreditem, a minha coleção final do curso de estilismo foi inspirada em…adivinhem o quê? Mas é claro: Bailarinas.

Para que ninguém diga que estou mentindo, coloco aqui, abaixo, a prova. Um dos looks que criei para a coleção inverno 2010 que teve como tema de inspiração elas mesmas, as Bailarinas. Nem preciso dizer que essa saia é trabalhada em tule…muuuiiittooo tule…

Croqui inspirado nas Bailarinas

Mês passado comprei uma sainha nesse mesmo estilo princesa, curtinha, feita em camadas de tule e renda, rosa bem clarinho. Foi um dos super mimos que adquiri em Orlando. Bati o olho em uma vitrine, amei, comprei na hora…mas depois voltei no avião só pensando onde eu conseguiria usar a peça.

E não é que, há apenas um mês no meu closet, a danada não pára no cabide um minuto? Combinei com regatinha simples, preta, cinza, branca, e estou amando as produções que tenho feito com ela (infelizmente ainda não fotografei nenhuma, que feio, mas não vou esquecer de registrar a próxima e postar aqui no Entre Rendas e Poás para vocês verem).

Mas só sei que tenho visto, cada vez mais, a peça estampada nos blogs que acompanho. E acreditem, não sou só eu a corajosa que sai pelas ruas, toda “pomposa”, vestida de princesa:

Bailarinas urbanas

E tem ainda as que vestem pra fazer pose pra fotos (aliás, tenho visto inúmeros catálogos com peças nesse estilo, seja vestido ou saia, acho que é a tal onda da renda que trouxe ao ápice o estilo romântico):

Sainhas e vestidos estilo bailarina

E porque não uma bailarina “dark”? E digo ainda que, na minha opinião, a cor escura não ofuscou, em nada, o romantismo do look:

Bailarinas "dark"

A vai, confessem, não deu uma vontade de voltar ao passado e pegar aquela sainha beeemmm rodada que usávamos nas apresentações de ballêt da escola, e sair por aí desfilando com um look assim…tão tão doce?